13.10.14

Resenha Do Filme Divergente



Gênero: Ficção cientifica l Suspense l Ação
Duração: 140 minutos
Classificação: ✰✰✰✰✰(Ótimo)

O mundo como nós conhecemos não existe mais. A humanidade precisou se reerguer dos escombros, e encontrar uma forma de coexistir em paz. Para isso, a raça humana foi separada em cinco facções: Franqueza, Abnegação, Audácia, Amizade e Erudição. Falando claramente, são respectivamente: Advogados, Religiosos, Militares, Agricultores e Cientistas. Este é o mundo do filme Divergente, baseado no livro de Veronica Roth.

No futuro, Chicago é uma cidade isolada após uma guerra devastadora. A população está dividida em cinco facções, de acordo com as características de cada indivíduo: Abnegação, Amizade, Franqueza, Erudição e Audácia, cada uma tendo uma função na sociedade.  Ao completar 16 anos, os jovens precisam passar por um teste para decidir se continuam em suas facções de origem ou se mudam para outra.






   Beatrice (Shailene Woodley), e seu irmão Caleb (Ansel Elgort), que fazem parte da Abnegação, se submetem ao exame e, para surpresa da garota, ela não se enquadra em nenhum grupo específico. Advertida para não revelar a ninguém que é uma divergente, ela decide filiar-se à Audácia.


Tris – nome que escolhe ao trocar de facção passa por um extenuante treinamento, que inclui saltar de trens em movimento, lançar-se de prédios altos, escalar torres e empreender combates com seus companheiros. 

  Inicialmente frágil e insegura, pouco a pouco vai reunindo forças para superar cada prova e, com a ajuda do misterioso Quattro (Theo James), responsável por seu treinamento, triunfam. Mas, quando a Erudição planeja um golpe de estado com ajuda da Audácia, ela percebe que ainda não encontrou seu lugar.


Com seu delicado porte físico e voz doce, Shailene Woodley enquadra-se perfeitamente no perfil do personagem, crescendo ao longo da narrativa. Como par romântico, Theo James não compromete e até protagoniza boas cenas com a garota. Kate Winslet, por sua vez, em uma produção bastante diferente daquelas em que costurma atuar, oferece uma antagonista estereotipada e superficial, a líder da Erudição, Jeanine Matthews. Ashley Judd e Tony Goldwing  apresentam uma atuação sólida como os pais de Tris. 


Por servir de introdução ao universo criado por Verônica Roth, com bastantes detalhes para não deixar de fora os espectadores que não leram os livros, o filme é um pouco longo – 2h20, porém, recheado de boas sequencias de ação, com duração e inserção na hora certa, não chega a cansar. Ao contrário, um dos méritos do roteiro é fazer a história fluir bem. Além disso, estabelece um bom gancho para a aventura seguinte, que deve chegar às telas dos cinemas de todo mundo em 2015.


Trailer Divergente:


                                


Divergente estreou dia 17 de abril nos cinemas. Escolha sua facção e confira!

Espero Que gostem